O horário de atividades escoteiras não usuais não impede a adequada aplicação do programa educativo

Em nosso meio  habitualmente  realizamos as atividades escoteiras aos sábados à tarde.  Um número menor realiza suas atividades aos sábados de manhã ou domingo.

No entanto, há algumas unidades escoteiras que realizam atividades em outros horários, com sucesso. Alguns motivos: deixar o final de semana livre para a programação com a família; se os jovens são, na maioria, de uma mesma escola, faz-se a reunião no período logo após as aulas; aproveitamento melhor do espaço disponível da sede do grupo etc.

 

Como  é possível ver em site ou outro meio de comunicação, nos G.E Carajás e  G.E. Bororos, os jovens têm atividades durante as noites nas segundas, terças ou sexta-feiras, conforme a Seção.

G.E. Carajas

G.E. Carajas

G.E. e Núcleo Bandeirante Bororos

G.E. e Núcleo Bandeirante Bororos

 

 

 

 

 

 

 

Outro exemplo é o G.E. Levino Junges da cidade de Carazinho no Rio Grande do Sul, que é o maior grupo do estado com 250 associados. Boa parte de seus associados realizam reuniões durante a semana.

G.E. Levino Junges

G.E. Levino Junges

 

 

Esses exemplos de grupos grandes e tradicionais indicam que é possível realizar atividades em outros horários não convencionais, sem comprometer o programa educativo.