A Comissão

A Missão da Comissão Regional de Crescimento e Expansão da Região Escoteira de São Paulo (CRCE SP) é:

  • apoiar ações de criação de novas Unidades e,
  • estimular o crescimento orgânico das Unidades Escoteiras Locais.

Para cumprir sua missão, implementou uma longa e ousada agenda de visitas que alcançou cerca de 20% das Unidades Escoteiras Locais (UEL’s) da Região Escoteira de São Paulo. As visitas foram realizadas ao longo de 2 anos e meio em um processo de intenso e direto relacionamento com o Nível Local.

Um conjunto detalhado e segmentado de formulários de pesquisa qualitativa foi criado e aplicado de forma presencial a cada visita. Pela primeira vez foi então realizado  um mergulho profundo no universo do cotidiano das Crianças, Jovens, Escotistas e Dirigentes que atuam nas Unidades Locais.

Desse processo de altíssima interação entre “visitados” e “visitadores” brotou um novo conjunto de informações, essenciais para elevar o entendimento das necessidades e aspirações de nossos Associados.

Surgiu assim, uma rica diversidade de conhecimento altamente qualificados, pela primeira vez reunido em um único estudo e nossa Organização passou a ter acesso a uma das maiores e mais completas base de dados para descrever as principais características de seus Associados e o perfil de nossas Unidades Locais.

Essa nova base qualitativa foi correlacionada com dados do Sistema Nacional de Cadastro Escoteiro e com outras bases públicas sócio-econômicas, completando-se assim o processo de geração de informações. Com suporte técnico voluntário agregado à equipe, análises geográficas e estatísticas passaram a ser também incorporadas. Como resultado final, temos um sólido conjunto de análises estruturadas que gerou a melhor compreensão até então disponível sobre a realidade Escoteira na Região de São Paulo.

Dessa intensa busca por conhecer e entender em profundidade a realidade do Nível Local onde o Escotismo é praticado foram identificadas inúmeras oportunidades de melhoria da prática escoteira e um novo conjunto de estratégias para aumento do número de Associados foi formulado.

Os dados coletados, mantidos de forma anônima e não individualizada, foram estatisticamente agrupados, tratados e estudados, gerando cenários detalhados e confiáveis que descrevem a realidade da base da pirâmide escoteira.

O estudo final, transformado em informação qualificada foi então disponibilizado  à todos os níveis da Organização para orientar o processo de melhoria contínua da prática escoteira.

O processo adotado é um caminho que se provou altamente eficaz. Apesar de exigir mobilização focada de recursos, principalmente humanos  e técnicos, junto com as conclusões dele decorrentes, está disponível para inspirar outras iniciativas de conhecimento da realidade associativa local.

“O saber é algo que se adquire na complexidade da vida.”
Sócrates

logo-horizontal-colorido CRCE SP

Kuma

Jorge Kuma Sototuka
Coordenador Geral

 

 

g4_vera

Vera Silva
Coordenadora Adjunta

Cristina

Cristina Sototuka
Coordenadora Adjunta

ras_g41

Renato Silva
Coordenador Adjunto